Pular para o conteúdo principal

Taxa de Sobrevivência,das empresas, no Rio Grande do Sul, é a terceira mais alta do País.

           Quase metade das empresas fecha antes do terceiro ano de vida, diz IBGE.

          Após três anos de entrada no mercado, 48,2% das empresas não sobrevivem, divulgou nesta Segunda-feira o Instituto Brasileiro de Estatística e Economia (IBGE). O levantamento sobre a Demografia das empresas em 2010 aponta os movimentos de entrada e saída das empresas, tempo de sobrevivência e classifica quais apresentaram um aumento médio de pessoal ocupado assalariado entre 2007 e 2010. As empresas avaliadas estão no Cadastro Central de Empresas (CEMPRE), do IBGE.

          Do total das 464,7mil empresas que apareceram pela primeira vez em 2007, 76,1% sobreviveram em 2008, 61,3% até 2009 e 51,8% até 2010. Depois de três anos de entrar no mercado, 48,2% das empresas não sobreviveram. Dentre as atividades que apresentaram as mais altas taxas de sobrevivência nos três anos observados estão a saúde humana e serviços sociais (61,4%), eletricidade e gás (60,8%), esgoto, atividades de gestão de resíduos e descontaminação (57,4%). As menores taxas estão nas atividades de artes, cultura, esporte e recreação (45,6%), outras atividades de serviços (46,5%) e atividades financeiras e de seguros (47,4%).

          Quanto ao número de empresas novas no mercado, em 2010 foram 999.123, 5,5% maior que em 2009 e 736,4 mil fecharam as suas portas. A taxa de entrada de 22,1% representa que uma em cada cinco empresas em atividade em 2010 era nova. As maiores taxas foram observadas nas áreas de construção civil (31,2%), eletricidade e gás (29,1%) e outras atividades de serviços (28,5%).

          A Região Sul foi a que apresentou a maior taxa de sobrevivência das empresas, com 79,3%, seguida pelo Sudeste, que apresentou 78,9%. Ambas as regiões apresentaram um crescimento maior que a média nacional de 77,9%. Santa Catarina está em primeiro lugar, com 82,1%, seguida por São Paulo (79,3%) e o Rio Grande do Sul (79,2%). As regiões que apresentaram maior taxa de saída foram o Norte e o Nordeste.

        Empregos

         No ano avaliado pela pesquisa, o total de ocupações assalariadas cresceu 9,1% (2,6 milhões) em relação a 2009 e as empresas novas foram responsáveis pela criação de um milhão destas vagas, sendo que 35,6% pelo comércio.

          Dentre as atividades, as indústrias de transformação responderam por 23,3% do acréscimo no pessoal assalariado; construção por 18,7%; atividades administrativas por 17,5% e comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas por 14,6%.Juntas essas quatro atividades foram responsáveis por 74,1% (2,3 milhões) do acréscimo no pessoal ocupado assalariado entre 2007 e 2010. As demais atividades econômicas responderam por 25,8% do acréscimo.

Fonte: Jornal Zero Hora.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chocolate, Vida saudável e Trabalho!

O chocolate por incrível que pareça tem tudo a ver com uma alimentação saudável e balanceada. Confesso que um chocolate após o almoço com cafezinho me deixa mais alerta para trabalhar durante o resto do dia. Mas o chocolate ao qual me refiro aqui: é o meio amargo e amargo.

Na foto estão os 85% cacau e o, que é melhor ele sacia a vontade de comer chocolate com apenas um quadradinho, pois é bem forte e amargo mesmo!



É só comprar o chocolate 85% cacau e sair comendo ?

Eu escolhi me adaptar aos poucos. fui aumentando o percentual de cacau gradualmente!

Começar com o meio amargo...passar para o 60% cacau...depois 70%... 85% que é amargo mesmo e 99% cacau!

Aqui tem algumas idéias para se adaptar mais fácil com o amargo!

60% cacau é mais fortinho que o meio amargo...e a Hershey's tem algumas opções de sabor...são bem gostosos.


Aqui 70% da cacau show! Mais forte que o anterior!



Aqui 80% cacau da Lindt e da Cacau show!!! Os dois são bons, porém o Lindt tem o preço de importação então é mai…

Fale Menos da Sua Vida Pessoal em um Ambiente Profissional

Que mistura hein?! Sabe aquele colega que chega todos os dias e comenta como foi suas últimas horas? Perceba, que na maioria das vezes quem está metido em debates acalorados, desavenças e fofocas é sempre ele! Fala demais assuntos desnecessários para um ambiente profissional.
O ambiente de trabalho fica muito mais leve quando a conversa gira em torno do trabalho ou sobre amenidades como: cultura em geral, passeios interessantes, livros, séries de tv etc. Existem "N" temas para serem debatidos em um local de trabalho que não o relato constante da vida pessoal.
A vida pessoal de cada um interessa a si e aos envolvidos quando muito com aos amigos íntimos!
Com as mídias sociais surgiu o hábito de postar frequentemente a vida pessoal, porém, lembre que entre os amigos também estão os colegas de trabalho. Muitos deles se sentem a vontade em comentar suas fotos no dia seguinte no trabalho. E qual a solução para isso? não poste cada momento de sua vida se você não é um youtuber ou …

Vender: seja na loja Física ou Virtual!

Vender, realmente, é uma arte! Seja a venda física ou virtual cada pessoa que trabalha com comércio ou serviço deve encontrar o que de mais interessante pode passar ao seu cliente! A Diferença está nos Detalhes!

A venda engloba muitas áreas - perceba: um blogueiro, também, é um vendedor; Ele pode nem sempre ter um produto em mãos, porém está vendendo a sua imagem diariamente ou seja lá quantas vezes faz vídeos na semana. Não é necessário ter um objeto em mãos para exercer a venda! Saber os detalhes do produto ou serviço é essencial para alcançar os objetivos. Encante seu Cliente!

A internet trouxe a concorrência para dentro da casa de cada um mas também trouxe a informação para todos! Com ela você pode refletir e observar quem são seus clientes nas mídias sociais, o que eles fazem, quais são seus gostos etc.

Da mesma forma o cliente, também, está mais informado e não se contenta com qualquer informação superficial. Percebi ao longo dos anos trabalhando, que o cliente da loja física p…