Pular para o conteúdo principal

Postagens

Home office: final de semana também?

Quem trabalha em casa acaba se dedicando em tempo integral para suas atividades profissionais, inclusive, sábados e domingos. O ócio é um momento importante para o cérebro e corpo se recuperarem dos dias mais atribulados. Sem dias de folga: corpo e mente padecem, principalmente, no que diz respeito a atenção e criatividade.
Quer ou precisa colocar em dia algum trabalho no final de semana? Faça! mas especifique o tempo que dedicará a isso. De preferência um tempo, no mínimo, 70% menor do que nos dias comuns de trabalho. 
Alguns profissionais preferem trabalhar 30% do tempo a menos nos dias comuns e compensar nos finais de semana. Lembre que aqui estamos refletindo em uma situação de home office em que muitos profissionais podem ter essa flexibilidade.
Mesmo tendo uma vida mais flexível o mais indicado é ter pelo menos um dia longe da vida profissional de fato. Para renovar as ideias! Faça atividades que lhe trazem prazer, descanso e harmonia interior para voltar com atenção e criatividade…
Postagens recentes

Venda à distância: detalhes do produto

O vendedor que está atendendo o cliente à distância deve ser os olhos dele isso quer dizer mostrar o máximo de detalhes do produto que o cliente poderia gostar de ver. Isso vale para qualquer modo de vende a distância: instagram, Facebook, WhatsApp (sim o WhatsApp é uma rede social também), telefone, Skype etc.
Vai mostrar uma peça de roupa? mostre os detalhes importantes: se tem punhos, zíper, como são os fechamentos, se é forrada, se é com elástico ou não, se sede tem alguma elasticidade, se é leve, se é mais pesadinha, se tem algum relevo na estampa, se é fácil de lavar, se vai na secadora, se encolhe na secadora, qual a composição do tecido, se é maleável, se é confortável, se é versátil para combinações etc.. Se for um objeto ou um objeto de parede: como prender na parede, se é pesado, se não é pesado, qual o material que é feito, quais as dimensões, quantas folhas tem se for papelaria, como é por dentro etc.. Se for sapato? mostre a sola, mostre a espessura da sola, mostre se é c…

Venda à distância: Paciência e tolerância com o cliente!

Venda a distância requer atenção redobrada com o cliente pois é mais trabalhoso identificar o que ele deseja. Considerando que não é possível ver suas expressões faciais, corporais e muitas vezes nem o tom de voz já que a conversa pode acontecer toda por intermédio de redes sociais. Para isso tolerância e paciência são fundamentais para que esse diálogo seja convertido em venda.
Vou listar aqui cinco momentos em que tolerância e paciência serão exercidas em sua plenitude:
1) Cliente que não tem o hábito de comprar à distância: o vendedor deve ensinar a ele de maneira sutil e conduzir a conversa tentando sempre entender o que ele deseja. O comércio ou serviço está na postura de solucionador de problemas, sendo assim, tente entender qual o problema que o cliente lhe trouxe. E lhe mostre soluções - nunca mais dúvidas e incertezas pois o cliente já está inseguro fazendo algo que não tem o hábito.
2) Cliente que está habituado com a compra à distância: ele quer rapidez e agilidade. Todavia, o…

Diversidade Cultural

A diversidade cultural em um ambiente profissional é, muitas vezes, um diferencial competitivo pois, justamente, é ela que traz os diferentes pontos de vista para o mesmo assunto. Cada indivíduo carrega consigo uma bagagem cultural: vestimentas, hábitos culinários, manifestações religiosas, tradições etc. e junto a isso a a educação ensinada em casa. 
Pela extensão territorial do Brasil a diversidade cultural é percebida, por vezes, em um mesmo Estado. Porém, ainda é muito pouco aproveitada dentro das empresas, isso quer dizer: é perceptível a tentativa de homogeneizar os pensamentos e as formas de ação de cada indivíduo.
O pensamento deve ser único sim, todavia, em relação a ética e moral. A cultura empresarial deve ser clara para cada colaborador para que imponha limites de ação extremistas mas não limites de ideias. São de muitas e diferentes ideias que surgem inovações e soluções novas para os mesmos problemas.
Alguém pode me dizer: "mas Dani, é muito difícil gerenciar uma equip…

Voltar ou não para o escritório?

Em virtude da pandemia de 2020 essa passou a ser uma dúvida muito comum entre os empreendedores que estão trabalhando em casa a alguns meses já. Abaixo listei 10 questões a serem consideradas durante o processo de decisão.
1) Observar as regras Estaduais, Municipais e condominiais para saber se esse retorno é possível.
2) Durante esse período que já está se trabalhando home office como foi o desempenho dos lideres e da equipe? É possível seguir trabalhando home office sem afetar a produtividade? Se voltarmos teremos espaço para manter o distanciamento adequado? É possível manter janelas abertas mesmo com o frio?
3) É possível toda a equipe trabalhar de casa depois que tudo isso passar? Ou parte da equipe precisará do escritório e outra parte não?
4) Se parte da equipe precisará e outra não quem sabe entregar esse imóvel e alugar um outro menor pós pandemia?
5) O imóvel que está o escritório é alugado? Se esse imóvel fosse entregue (desalugado) seria possível guardar esse dinheiro para alav…

Trabalho home office: recebo meu cliente em casa?

Para quem trabalha em casa existe, muitas vezes, essa questão de receber ou não o cliente nesse local íntimo. Vou deixar aqui cinco questões importantes para se considerar antes de tomar a decisão de abrir a casa ou não.
1) Você se sentirá a vontade em receber o cliente em sua casa? ou vai se incomodar caso o cliente lance um olhar de julgamento para seu lar ou para sua forma de vida?
2) Na sua casa tem um ambiente especial para receber esse cliente? Ou seria tudo junto e misturado? Essa pergunta vem de encontro com alguns escritórios que conheço que são na residencia da pessoa mas tem entrada separada e o cliente nem, necessariamente,  fica sabendo que a pessoa mora ali.
3) Na sua casa residem outras pessoas? e como seria para essas outras pessoas se toparem com seus clientes? Como elas se sentiriam nesse ambiente? Sempre considere todos os que moram com você.
4) Você tem animais de estimação? e como eles se relacionam com os estranhos? e se o cliente não gostar de animais? 
5) Você conse…

Marmita: Cookies

Ingredientes:
- 1 ovo - 1 xícara de farinha de trigo integral - 1/2 xícara de açúcar demerara cristal - 1 colher de chá de extrato de baunilha e/ou canela em pó e/ou noz moscada - 1/2 colher de chá de fermento em pó  - 6 colheres de sopa de manteiga sem sal e em temperatura ambiente - 1/2 xícara de açúcar mascavo - 1 pitada de sal - 1 xícara de chocolate picado e/ou - 1 xícara de passas e/ou - 1 xícara de oleaginosas e/ou 1 xícara de frutas secas picada ou uma mistura de tudo um pouco.
Modo de fazer:
Comece misturando a manteiga, o açúcar demerara e o açúcar mascavo.Adicione a baunilha e/ou a canela e o ovo Misture bem - vai ficar um cremeAdicione o sal, o fermento e a farinha nesse creme - misture.Adicione as passas ou o que desejar Unte uma forma ou frigideira que possa ir ao forno Leve ao forno pré-aquecido a 180 graus por aproximadamente 20 minutos ou até dourar o cookie.Para quem esqueceu de deixar a manteiga em temperatura ambiente e ela está gelada e bem durinha: coloque a quantidade de m…

Escassez gera criatividade?

Momento profissional difícil que a grande maioria dos profissionais está vivendo: insegurança, escassez e dificuldades imensuráveis. É escassez coletiva onde todos estão tendo que ser mais criativos para se manter ativo.
A escassez gera criatividade por necessidade! Inclusive é ela que tem feito muitos negociantes reverem seus conceitos e suas finalidades. Um envolvimento maior com o propósito de ser de cada negócio e dos que dele sobrevivem. 
E todas essas mudanças por intermédio da criatividade por necessidade também tem mudado a forma de consumo. Alguns escritórios já estão planejando diminuir suas salas comerciais ou nem ter pois o home office não diminuiu a produtividade.
O comércio entre agricultores e consumidor final que já era tendência - aumentou! E o consumidor final me parece muito contente. A criatividade é um propulsor de novas formas de negociar o mesmo produto ou serviço e a escassez o incentivo disso.
Podemos quem sabe avaliar porque nos acomodamos tanto em nossos negócio…

Conquistar o cliente?

Além de administrar, gerenciar, oferecer treinamento para equipe, vender, fazer pós venda ainda é necessário conquistar o cliente? Sim! é necessário o relacionamento que leva a conquista. E esse relacionamento não acontece apenas quando chegam produtos novos ou quando a empresa volta a funcionar depois de algum tempo fechada. É um relacionamento que deve ser regado o tempo todo e não apenas na hora da necessidade.
Esse relacionamento tem haver com: cultura da empresa, gestão da marca e treinamento constante das pessoas para que elas sejam vetor dessas informações. A forma como a empresa (os gestores) mantém o relacionamento com o cliente diz muito sobre ela. Em um momento de dificuldade como de uma pandemia além de gerir a crise é necessário a gestão do relacionamento com os clientes isso quer dizer manter um contato constante e não somente quando é de interesse explícito da empresa.
Oferecer solução para o cliente quando ele procura? sim! lembrar que quando ele não está procurando uma …

Pós Venda (Séria 6/6)

O tema desse último post da série venda à distância foi escolhido pelos meus seguidores em uma enquete que fiz no stories do instagram: aprofundar o tema pós venda. Além do post: de presente para vocês fiz um check list em PDF para imprimir baseado em minha experiência profissional e técnica. É um assunto que gosto muito pois além de ser um tanto controverso eu exerci e ensinei pós-venda por doze anos consecutivos e mais uns anos aleatórios. Para quem não sabe trabalhei ativamente com comércio por todo esse tempo: gerenciando pessoas e ensinando dia após dia esse relacionamento estreito com o cliente.
Foi no pós venda que criei relacionamentos de confiança recíproca com muitos clientes! A ponto de ser convidada para tomar um cafezinho na casa do cliente. Mas a questão aqui e a palavra chave para o pós venda é: FREQUÊNCIA. Não se cria vínculos sem frequência: é um relacionamento para que ambos ganhem. O cliente que está buscando uma solução e recebe a solução da forma ou melhor do que e…