Pular para o conteúdo principal

Novo Mundo das Cervejas

          Segundo os estudos internacionais, todos os anos são consumidos no planeta mais de 182 milhões de litros de cerveja, o equivalente a 547 petroleiros lotados de barris de cerveja ou a 7280 piscinas olímpicas. No universo das bebidas, só a água e o chá batem a cerveja em termos de popularidade. Grande parte dessa proeza é conseguida à custa da China que já é responsável por mais de um terço do consumo mundial: só em 2010, os chineses ingeriram 44,7 bilhões de litros, quase o dobro dos Estados Unidos, o segundo maior consumidor de cerveja do mundo. Por isso não é de se estranhar que a China produza também a cerveja mais popular no planeta: com vendas anuais superiores a 6,1 bilhões de litros, a Snow Beer, produzida pela CR Snow, uma joint-venture entre a China Resources Enterprises e a SABMiller, que ultrapassa as vendas de marcas globais como a Budweiser, Corona ou Heineken. No entanto, a quase totalidade da produção da Snow Beer é consumida em território Chines.

          Mercado

          No que diz respeito aos negócios, a indústria cervejeira movimenta anualmente milhares de milhões de dólares. Na Europa, por exemplo, a empresa de estudos de mercado Eurobev calcula que a cerveja seja responsável por mais de 140 bilhões de dólares e pela criação de 2,1 milhões de postos de trabalho. Nos Estados Unidos, de acordo com os dados do Instituto da Cerveja, o volume de vendas totalizou 99 bilhões de dólares no ano passado. "A cerveja continua sendo a bebida alcoólica preferida dos americanos", fala o presidente Joe McClain.

          Quanto ao futuro, é sabido que a indústria cervejeira está fortemente correlacionada com o crescimento econômico. Por isso, os mercados emergentes são considerados os principais motores de expansão. A Ásia já absorve mais de um terço do consumo mundial. Todos os países do continente registram um aumento do consumo na ordem de dois dígitos. O destaque vai mais uma vez para China que é simultaneamente o maior consumidor e o maior produtor de cerveja do planeta (crescimento de 103% na última década). Os especialistas da Plato Logic estimam que até 2015 a china seja responsável por 40% do crescimento da indústria cervejeira mundial. Seguem-se o Brasil e a Rússia que irão crescer à uma taxa de 8,3% e 7,1%, respectivamente nesse período.

          Ásia e África são continentes promissores

          O continente africano também é considerado um dos mais promissores. Por isso, está na mira de gigantes como a SABMiller, Heineken e a East African Breweries. Recorde-se que a África só emergiu como player relevante na produção de cerveja na década de 90. Segundo a consultora Beverage Marketing Corporation, o continente registrou um crescimento expressivo em 2000, embora menor do que a média mundial. Depois de contrair em 2001, passou a bater recordes de crescimento até o final da década (em 2008 registrou a mais elevada taxa de crescimento de produção de cerveja no mundo). Apesar do inegável progresso, o volume de produção atual ainda é menor do que o dos "Tigres Asiáticos" (por volta dos 11 bilhões de litros, seis vezes menos do que a média da Ásia e quatro vezes menos do que a China). A quota africana na produção mundial duplicou na última década, mas ainda não ultrapassa os 6%. O país em destaque é a África do Sul, o 12º maior produtor do mundo.

          Os investimentos em fábricas, na rede de distribuição e na produção das matérias-primas agrícolas, explicam grande parte do crescimento da indústria cervejeira na África. No que diz respeito aos negócios, o destaque vai para a entrada da Heineken na Etiópia ema Agosto, com a aquisição das cervejeiras Bedele e Harar, duas empresas controladas pelo Governo, por 163 milhões de dólares. Hoje, as duas cervejeiras controlam 18% do mercado nacional. Com a mesma vontade de reforçar o investimento no continente esta a SABMiller, que este ano, segundo seu diretor executivo, Mark Bowman, tem a intenção de investir 2 bilhões de dólares nos próximos cinco anos na construção e reestruturação de cervejeiras locais.

        Fonte: Revista Exame/Angola

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chocolate e vida saudável

O chocolate por incrível que pareça tem tudo a ver com uma alimentação saudável e balanceada. Mas o chocolate ao qual me refiro aqui: é o meio amargo e amargo.

Essa é minha bomboniere de hoje! Estou comendo 85% cacau no momento...e o que é melhor ele sacia a vontade de comer chocolate com apenas um quadradinho, pois é bem forte e amargo mesmo!



É só comprar o chocolate 85% cacau e sair comendo ?
Eu preferi me adaptar aos poucos...fui aumentando o percentual de cacau gradualmente!

Começar com o meio amargo...passar para o 60% cacau...depois 70%...e por fim o de 85% que é amargo mesmo.

Aqui tem algumas idéias para se adaptar mais fácil com o amargo!

60% cacau é mais fortinho que o meio amargo...e a Hershey's tem algumas opções de sabor...são bem gostosos.


Aqui 70% da cacau show...mais fortinho que o anterior e não conheço, ainda, alguma marca com sabor...


Aqui 80% cacau da Lindt e da Cacau show...essa é a etapa em que estouuuuuuu!!!É mais amargo que o 70%. Os dois são bons, porém o L…

Oportunidade para Startups

A EDP Starter começa a criar raízes no Brasil!! E elas serão cada vez mais profundas a cada etapa de seleção das novas startups brasileiras!!
Que oportunidade legal hein?! 
As inscrições estão abertas e esperando empreendedores motivados, dispostos a trabalhar muito e com grandes ideias inovadoras!




Eles estão em busca de:
1) Armazenamento de energia: Baterias, Painéis Solares + Armazenamento, Integração Solar e Eólica, Micro-redes, Mobilidade Elétrica, Baterias Domésticas;
2) Inovação Digital: Analytics, API, AI, AR, VR, Big Data, Business Intelligence, Chatbots, Serviços na Nuvem, IoT, Reconhecimento de Imagem, Análise Preditiva, Cyber Segurança;
3) Energias Limpas: Novas Fontes de Energia Renovável, Geração Distribuída, Tecnologias de Geração, Eficiência Energética;
4) Redes Inteligentes: Soluções IoT, Distribuição Bidirecional, Geração Distribuída, Sensorização, Automação e Gestão de Redes, Medição Inteligente, Manutenção de Rede, Tarifa Dinâmica;
5) Soluções com Foco no Cliente: …

Montar lanchinhos práticos em casa

Carregar lanchinhos saudáveis na bolsa é tudo de bom! É importante se organizar para hora que a fome aparecer ter a melhor escolha sempre a mão! Planejar...nem que seja em pensamento a semana é a forma mais eficaz de conseguir manter um bom cardápio alimentar.
Preparar eles em casa é mais barato e mais saudável. As oleaginosas podem ser compradas por quilo nas feiras ou em mercados públicos. Podem ser guardadas em potes separados ou nos saquinhos que foram compradas. Eu guardo separadas em potes com divisórias e vou organizando sempre que preciso em saquinhos pequenos.



Os saquinhos pequenos e o rolo de barbante podem ser encontrados em papelarias ou no próprio mercado público onde estão as oleaginosas. As embalagens ficam com preço super amigável e duram por muito tempo pois são vendidas com 100 unidades ou 50 unidades e o barbante vem com vários metros.


Para uma vida mais saudável o mais importante é ter persistência e insistência, pois os resultados virão sempre a curto, médio e lon…