Pular para o conteúdo principal

Quero receber Newsletter de Danielle SV

* indica obrigatório

Mailchimp intuitivo

O Biquíni made in Brazil



Sim, esse é um blog cujo tema principal é Planejamento e Gestão! Sim, você encontra por aqui diversas indicações de livros porque ler e se atualizar constantemente faz parte do cotidiano de quem trabalha com liderança. Mesmo para quem não trabalha com planejamento e gestão a leitura e atualização frequente é muito relevante para vida profissional. Ler diversos e diferentes temas colabora com a visão ampla tão importante para tomada de decisão.

Esse livro é uma pesquisa muito interessante sobre a trajetória ao longo do tempo do biquíni no Brasil. Escrito pela super profissional e jornalista Lilian Pacce que é uma especialista no assunto. Um livro que, sem dúvida, deve ser lido por todos os profissionais que trabalham de alguma forma com biquíni (seja na produção, na venda ou no comércio em geral) e para todos aqueles que gostam do tema.

Orelha do livro: O livro destaca os estilistas e as marcas que apostaram nessa polêmica invenção capaz, ao mesmo tempo, de chocar e seduzir, até ser totalmente incorporada tanto nas praias mais descoladas e paradisíacas quanto nos iates mais luxuosos como objeto de desejo sinônimo de dolce far niente.



O requinte do livro chama atenção: a capa plastificada, a aba que parece um emborrachado, as imagens internas, as folhas e até a fonte da letra. Tudo de acordo com a qualidade da pesquisa que foi feita. O livro é muito bom e merece uma atenção especial para os detalhes na hora da leitura.

Orelha do livro: das tangas indígenas à sensualidade das pin-ups,  de Carmen Miranda a Gisele Bündchen, de Louis Réard a David Azulay, o mergulho nestas páginas revela curiosidades, preciosidades históricas, fofocas de bastidores e informação de mercado a todos os que se interessam por moda, cultura, comportamento e praias brasileiras.


Mais um detalhe: é um excelente presente para quem trabalha com biquínis ou simplesmente gosta do mundo da moda como eu.

O livro está dividido em 15 capítulos:

01 - Copacabana explodiu o atol

02 - Sem meia nem camisolão: primórdios

03 - Mirian Etz, a primeira de duas peças

04 - Vedetes ao sol

05 - Gringa faz a fama da sensualidade brasileira

06 - Cenas explícitas

07 - O verão do topless

08 - A tanga: do índio a Ipanema

09 - A tanga do século 20

10 - O biquíni cai na boca do povo

11 - Biquíni censurado

12 - O que é que o biquíni tem?

13 - Biquíni, beleza e bronze

14 - Da helanca à microfibra: a evolução do conforto

15 - Linha do tempo



Pág. 99 do Livro: A cena em 007 - Contra o satônico Dr. No faz referência à pintura de Botticelli. O mar, a concha, a sensualidade, a representação do feminino e do amor estão sugeridos em ambas as cenas. Ursula Andress, a Bond Girl, seria uma espécie de Vênus atualizada, símbolo de sensualidade, ainda que sua imagem com a faca tenha algo viril.





Pág. 91 e 92 do livro: A atriz e sexy symbol Brigitte Bardot passa férias em 1964 em Búzios, no litoral fluminense, chamando a atenção do mundo para o Brasil.

No Natal de 1964, Bardot revelou Búzios para o mundo ao passear de biquíni pelas belas praias do balneário fluminense. Começou aqui, com uma francesa, a fama internacional da sensualidade brasileira. BB pretendia descansar das filmagens de O desprezo (Le mépris, de 1963), mas se sentiu tão incomodada com o assédio dos fotógrafos que mal pôde sair de casa. Preferiu ficar reclusa cuidando dos cães e gatos que recolhia das ruas quando conseguia escapar das lentes dos paparazzi.

Livro: O Biquíni made in Brazil 
Autor: Lilian Pacce
Editora: Arte Ensaio
Número de páginas: 344
ISBN: 978-85-60504-82-4
Ano da Edição: 2016





Posts Relacionados:











Diante de tantas distrações é preciso organização para manter o ritmo de leitura. Eu mantenho minhas leituras em dia por intermédio da organização e por isso já indiquei mais de uma centena de livros no blog. Para isso, desenvolvi esse material de apoio pois dessa forma você conseguirá exercitar a disciplina da leitura. 


                                               Material de apoio: Quero ler mais este ano!





Sabia que aqui no blog tem mais de 100 títulos que já li e gostei?


Quais assuntos e ou livros você gostaria de ver por aqui? Escreve aqui embaixo ou me manda nas redes sociais:

Instagram: @svdanielle

Facebook: @svdanielle (Descontos e informações)

Tik Tok: @sv.danielle

Facebook: @sobremarmita (Marmita: para levar para o trabalho e ou piquenique)

Facebook: @dsegundamao (Sustentabilidade)

Bom trabalho!




Comentários

  1. Adorei a dica!
    Gosto muito do trabalho da Lilian.
    Ja vai pra lista de desejados
    Bjs
    Claudia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maravilha pois é um livro delicioso de se ler!

      E aqui fica uma super dica: o blog da Claudia que é o Mãe Literatura: https://www.maeliteratura.com/ lá tem muitas sugestões para quem gosta de ler.

      Excluir

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!
Felicidades!

Postagens mais visitadas deste blog

Regras para geladeira coletiva (Material de apoio exclusivo na Loja)

  1 - Lembre que ela é coletiva e não apenas sua:  Os bons hábitos de higiene e limpeza devem prevalecer em uma geladeira coletiva . Mas se você não tem bons hábitos de higiene e limpeza não se preocupe: sempre é tempo de aprender. Os relacionamentos melhoram quando todos respeitam o ambiente coletivo. 2- Armazene os seus alimentos em um espaço específico dentro da geladeira. Um alimento em cada canto, não: ok? Uma maçã em uma prateleira, um pote em outra e a garrafinha em outra: não é prático. Se todos os alimentos estiverem concentrados apenas em um canto da geladeira será mais fácil administrar a validade deles. 3 - Consuma apenas o que é seu!  Pode parecer estranho para alguns essa colocação mas para outros não! É muito comum uns consumirem os lanches dos outros sem permissão? Sim! Não deveria ser assim? Não! Mas sempre é tempo de aprender e ter atitudes melhores . Principalmente, na geladeira coletiva da empresa.  4 - Derramou algo? no mesmo momento: limpe. Cada um deve limpar

Regras para uso de geladeira coletiva? (Material de apoio exclusivo na Loja)

Tenho geladeira coletiva na empresa, precisa ter regras? Sim! As regras, por alguns motivos, são muito  importantes - aqui destaco dois deles: 1)  a cultura da empresa deve estar em todos os lugares (Regras fazem parte da cultura empresarial) e 2) para o bom andamento de qualquer atividade coletiva deve existir regras. Preferencialmente, que as regras sejam postas antes de começar "o jogo" para que todos entendam como devem se comportar. Ter um Guia de uso na porta da geladeira coletiva da empresa ou próximo a ela será útil.  Utensílios que estão à disposição de várias pessoas devem ter regras de uso e higiene caso contrário cada um agirá da forma que faz em casa. E dessa maneira não funciona pois cada ambiente deve ter suas próprias regras e que sejam para todos, principalmente, os ambientes profissionais . Sem regras: um ambiente como a cozinha pode ser um estopim para desavenças e essas desavenças, geralmente, acabam se estendendo para atividades do cotidiano de trab

Geladeira coletiva da empresa: não deixe comida velha!

Assunto que pode parecer um pouco estranho para alguns - já para outros nem tanto! É muito comum, inclusive, as empresas abolirem a geladeira em virtude dos maus hábitos dos colaboradores. Se você é a pessoa que esquece comida dentro da geladeira e nunca mais lembra até criar mofo: anote na agenda uma vez por semana fazer uma limpa ou melhor tenha um dia especial para fazer a limpeza em seus alimentos. Quem sabe todas as sextas-feiras, assim, não fica comida ruim na geladeira no final de semana. A geladeira da empresa é um utensílio coletivo que deve ser tratado com educação e cuidado por todos. Deixar os alimentos envelhecerem dentro dela é o verdadeiro descaso com o resto dos colegas. Não espere que um colega lhe avise que tem algo ruim seu na geladeira. A responsabilidade por manter limpo o que usa é de cada um. Assuma as responsabilidades que são suas e evite estresses desnecessários com os colegas ou com os superiores. Ambiente coletivo todos devem ser colaborativos