Pular para o conteúdo principal

Quero receber Newsletter de Danielle SV

* indica obrigatório

Mailchimp intuitivo

O essencial: o que você precisa saber para viver com mais estilo




Sim, esse é um blog cujo tema principal é Planejamento e Gestão! Sim, você encontra por aqui diversas indicações de livros porque ler e se atualizar constantemente faz parte do cotidiano de quem trabalha com liderança. Mesmo para quem não trabalha com planejamento e gestão a leitura e atualização frequente é muito relevante para vida profissional. Ler diversos e diferentes temas colabora com a visão ampla tão importante para tomada de decisão.

O livro é muito bonita! O que combina demais com a autora que além de inteligente me parece uma pessoa cuidadosa com seu trabalho e "Branding" pessoal. Além da aparência estética e qualidade: a obra é muito útil para "mulheres reais, vivendo vidas reais" com mais conforto e elegância.

Contracapa: Respeite sua essência. Seja você mesma. É o jeito mais inteligente de construir seu estilo, sua maneira de viver e de se vestir. E você vai ver: estilo é fundamental para a autoestima.



Poderia dizer que é um livro essencial para quem vive o mercado de trabalho diariamente e quer criar um "Rapport" (termo usado na psicologia para criar uma sintonia/empatia com o interlocutor).

Contracapa: As modas passam, mas a elegância fica. Costanza Pascolato que o diga. Há décadas a empresária e consultora de moda é considerada uma das mulheres mais elegantes do país. Seu segredo?
O essencial, cara leitora. Suas dicas simples e práticas mostram que ter estilo não é tão caro nem tão complicado quanto parece. 

Combinando oito itens básicos - os essenciais - com acessórios charmosos, é possível montar um guarda-roupa elegante e versátil, tanto para o dia a dia de trabalho quanto para um jantar com amigos ou uma noite de festa.

Com bom humor e bom senso, Costanza alterna lições de estilo e de vida: indica truques para disfarçar os pontos fracos, mostra como misturar peças caras e baratas, elege os pares de sapato fundamentais e ensina a não perder a cabeça nas liquidações. 

Para compor um estilo pessoal e intransferível, é preciso antes de tudo descobrir o que se afina com seu corpo, seus hábitos e personalidade. Se você não deseja se transformar numa vítima da moda, identifique o que lhe cai bem, em vez de seguir fielmente o que as passarelas ditam.

Afinal, tão importante quanto a roupa que você veste é a maneira como escolhe se comportar: sua atitude, postura e inteligência.


O livro traz dicas práticas muito boas como: cuidados com as peças, se preto emagrece, o que considerar na hora de comprar peças novas, explicação sobre hi-lo e o fast fashion, acessórios, langeries etc. Além disso é um ótimo livro para presentear as amigas.

Sobre a autora (segundo o livro): Costanza Pascolato nasceu em Siena, na Itália, em 1939, e veio com a família para o Brasil ainda pequena. Ela sempre manteve uma forte ligação com a moda, pricipalmente por seus pais terem fundado a Tecelagem Santaconstância quando ela tinha apenas 8 anos.

Em 1971 começou sua carreira como editora de moda nas revistas Claudia e Claudia Moda, onde trabalhou por 17 anos. Nos anos 1980 recebeu de Joyce Pascowitch o título de "papisa da moda", apelido que carrega até hoje.

Após sua saída da Editora Abril, passou a se dedicar à Santaconstância e a serviços de consultoria. Foi colunista da Folha de São Paulo e atualmente escreve para a Vogue Brasil. Seus mais novos projetos são o site costanzapascolato.com.br, que fundou em parceria com a Shop2Gether - site de compras que reúne estilistas e marcas consagradas de moda e design -, e sua conta do Instagram, costanzapascolatos2g.



Orelha do livro: "Não copie uma pessoa ideal, copie você mesma". Clarice Lispector

Hoje a regra é: não há mais regra. Não importa se você é clássica, esportiva, moderna ou exuberante, Costanza Pascolato reúne uma série de dicas que vão ajudá-la a se tornar mais elegante, sem abrir mão de seu estilo. Em O essencial, você vai aprender a enxergar a moda sem medos nem angústias - e com muita irreverência. 

Nesta edição atualizada, de cara nova, com design moderno e fotos contemporâneas, você vai conhecer um pouco da sabedoria de uma das mais conceituadas consultoras de moda do país: 

"Não dá para fazer da compra um gesto arrebatado e romântico. Pense. Custa dinheiro".

"Roupas devem atender às suas particularidades. Não interessa se está na moda, se as revistas não param de falar sobre o assunto: se não ficar bem em você, não use."

"Sim, você pode. Jogar fora, dar para a tia, a prima, fazer um ato de caridade e doar tudo para a igreja mais próxima. Vender por atacado ou no brechó. Enfim, você pode fazer o que quiser com as roupas que não lhe interessam mais." 

"Não dá para entender como algumas pessoas deixam as melhores louças no armário e separam as mais mixinhas para o dia a dia - qual será a lógica? Não foi para elas que tudo aquilo foi comprado?"

"Na hora de decidir o que comprar, considere o que já tem no armário. Pense bem se a nova compra não é repetitiva, se vai combinar com o que você já tem, se vai modernizar o guarda-roupa, se vai incrementar o seu estilo."

"Quem acha que o melhor é sempre levar dois pelo preço de um inicialmente tem a sensação de que está lucrando. Depois o barato acaba mesmo saindo caro."

"Nunca menti idade. Na verdade, sempre gostei de aumentá-la um ou dois anos. Assim, pelo menos me habituei a ouvir o clássico elogio 'Você parece mais nova!' sem culpas. E não é que eu sou mais nova mesmo?"



O livro está dividido em 15 partes:

1. Modas passam, elegância fica 
Humor, a falta que faz

2. Vida é disciplina
Comer é um ritual
O gesto consciente

3. Definindo o seu estilo
Definindo melhor a sua imagem
A hora de se livrar do passado da sua roupa 

4. Eles são 8: os essenciais

5. Vestir-se para quem?
Vestida para você
Vestir o que para encontrar quem

6. Os extras que fazem toda a diferença
Cuidando de suas roupas como objetivos de estimação

7. A cor da roupa
As 10 perguntas mais comuns sobre cores
Preto X Branco

8. Menos é mais

9. Acessório não é acessório

10. A sedução intimista
Lingeries, Lingeries, Lingeries
A ditadura do conforto

11. Quando você precisa estar além da moda

12. Beleza
Mas seus cabelos, como mudaram
A maquiagem que parece nada, ou quase nada
A maquiagem para a sua idade

13. Porque hoje é dia de festa!
Cerimônicas de casamento
O Sicial com estilo

14. O perigoso verbo comprar
Não tenha medo de entrar nas lojas
Tempos modernos, comprando pela internet

15. Maturidade, que bonita que é

Livro: O essencial
Autor: Costanza Pascolato
Editora: Sextante
Número de páginas: 251
ISBN: 978-85-7542-995-2
Ano da Edição: 2013






Posts Relacionados:








Diante de tantas distrações é preciso organização para manter o ritmo de leitura. Eu mantenho minhas leituras em dia por intermédio da organização e por isso já indiquei mais de uma centena de livros no blog. Para isso, desenvolvi esse material de apoio pois dessa forma você conseguirá exercitar a disciplina da leitura. 


                                               Material de apoio: Quero ler mais este ano!



Sabia que aqui no blog tem mais de 100 títulos que já li e gostei?


Quais assuntos e ou livros você gostaria de ver por aqui? Escreve aqui embaixo ou me manda nas redes sociais:

Instagram: @svdanielle

Facebook: @svdanielle (Descontos e informações)

Tik Tok: @sv.danielle

Facebook: @sobremarmita (Marmita: para levar para o trabalho e ou piquenique)

Facebook: @dsegundamao (Sustentabilidade)

Bom trabalho!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Regras para geladeira coletiva (Material de apoio exclusivo na Loja)

  1 - Lembre que ela é coletiva e não apenas sua:  Os bons hábitos de higiene e limpeza devem prevalecer em uma geladeira coletiva . Mas se você não tem bons hábitos de higiene e limpeza não se preocupe: sempre é tempo de aprender. Os relacionamentos melhoram quando todos respeitam o ambiente coletivo. 2- Armazene os seus alimentos em um espaço específico dentro da geladeira. Um alimento em cada canto, não: ok? Uma maçã em uma prateleira, um pote em outra e a garrafinha em outra: não é prático. Se todos os alimentos estiverem concentrados apenas em um canto da geladeira será mais fácil administrar a validade deles. 3 - Consuma apenas o que é seu!  Pode parecer estranho para alguns essa colocação mas para outros não! É muito comum uns consumirem os lanches dos outros sem permissão? Sim! Não deveria ser assim? Não! Mas sempre é tempo de aprender e ter atitudes melhores . Principalmente, na geladeira coletiva da empresa.  4 - Derramou algo? no mesmo momento: limpe. Cada um deve limpar

Regras para uso de geladeira coletiva? (Material de apoio exclusivo na Loja)

Tenho geladeira coletiva na empresa, precisa ter regras? Sim! As regras, por alguns motivos, são muito  importantes - aqui destaco dois deles: 1)  a cultura da empresa deve estar em todos os lugares (Regras fazem parte da cultura empresarial) e 2) para o bom andamento de qualquer atividade coletiva deve existir regras. Preferencialmente, que as regras sejam postas antes de começar "o jogo" para que todos entendam como devem se comportar. Ter um Guia de uso na porta da geladeira coletiva da empresa ou próximo a ela será útil.  Utensílios que estão à disposição de várias pessoas devem ter regras de uso e higiene caso contrário cada um agirá da forma que faz em casa. E dessa maneira não funciona pois cada ambiente deve ter suas próprias regras e que sejam para todos, principalmente, os ambientes profissionais . Sem regras: um ambiente como a cozinha pode ser um estopim para desavenças e essas desavenças, geralmente, acabam se estendendo para atividades do cotidiano de trab

Geladeira coletiva da empresa: não deixe comida velha!

Assunto que pode parecer um pouco estranho para alguns - já para outros nem tanto! É muito comum, inclusive, as empresas abolirem a geladeira em virtude dos maus hábitos dos colaboradores. Se você é a pessoa que esquece comida dentro da geladeira e nunca mais lembra até criar mofo: anote na agenda uma vez por semana fazer uma limpa ou melhor tenha um dia especial para fazer a limpeza em seus alimentos. Quem sabe todas as sextas-feiras, assim, não fica comida ruim na geladeira no final de semana. A geladeira da empresa é um utensílio coletivo que deve ser tratado com educação e cuidado por todos. Deixar os alimentos envelhecerem dentro dela é o verdadeiro descaso com o resto dos colegas. Não espere que um colega lhe avise que tem algo ruim seu na geladeira. A responsabilidade por manter limpo o que usa é de cada um. Assuma as responsabilidades que são suas e evite estresses desnecessários com os colegas ou com os superiores. Ambiente coletivo todos devem ser colaborativos