Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

Boletim do Remo: nº45

Cupins são mestres construtores (1º parte)

Esses dias li um artigo sobre administração e o exemplo eram os cupins, infelizmente, não sei quem é o autor, porém, é excelente! Se alguém souber o autor por favor me avise pois os créditos são todos dele!
Aqui está a primeira parte:
          Os ninhos dos cupins são produtos de uma atividade aleatória, auto organizada, em que as estruturas surgem e evoluem uma a uma, de maneira não planejada. Eles são uma inspiração para o desenvolvimento de abordagens coerentes à administração e à mudança estratégica, sem a camisa de força e os problemas que surgem quando se tenta seguir planos pré determinados.           Em tempos de mudança, os planos e o planejamento muitas vezes revelam-se ineficazes  porque criam rigidez. Em contextos altamente politizados, eles servem como ímãs para oposição política, catalisando e cristalizando as opiniões daqueles que não querem embarcar na direção planejada. Isso cria um enorme dilema para os líderes e administradores, porque têm que encontrar maneiras de…

Boletim do Remo: nº 44.

Cachaça: bebida típica brasileira.

Acordo assinado entre os presidentes do Brasil e dos Estados Unidos reconhece a bebida como típica do Brasil
          Os produtores brasileiros de cachaça não poderiam encontrar garota propaganda melhor: a presidente Dilma Rousseff, que assinou na manhã desta segunda-feira (9/4) em Washington um acordo com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, onde a cachaça é reconhecida como produto tipicamente brasileiro. “Ter a cachaça na pauta de um encontro tão importante ajuda a divulgar o produto, que não é conhecido pelos norte-americanos e, com certeza, deve favorecer o aumento das vendas para aquele país”, diz Alexandre Wagner da Silva, diretor-presidente da Associação Mineira dos Produtores de Cachaça de Qualidade (Ampaq).

          As vendas de cachaça para o mercado americano são pequenas e o produto entra no país classificado como rum. A expectativa dos produtores brasileiros é que com a nova denominação fora do país, o produto se torne mais conhecido e, consequentemente, mais …

O Fascínio Eterno

O investimento em ouro é tão antigo quanto a própria humanidade. Mas continua sendo um mercado de risco O ouro é reserva de valor e porto seguro para onde se voltam as atenções – e muitos bolsos – em épocas de incertezas como crises financeiras ou políticas, guerras e outros eventos que chacoalham os mercados. Na última crise financeira, cujos efeitos ainda estão fortemente presentes, a procura desse metal levou seu preço de cerca de US$600,00 a onça-troy – não se assuste com o termo, vamos falar dessa tal onça daqui a pouco – em 2006 para mais de US$1.400,00 nos dias atuais. Dito assim dá até coceira, né? Os especialistas, no entanto, alertam: para investir, é preciso conhecer muito bem esse produto, sabendo de antemão que é, sim, um mercado de risco. Então, vamos conhecer um pouco sobre mais essa possibilidade de investimento. Para começar, é importante saber que não estamos falando de joias. Trata-se de barras do metal, normalmente com teor de pureza de 999 partes do metal para cada …

Boletim: Remo nº42

Honestidade

Honestidade faz parte de alguns preceitos morais, todavia, está um pouco escasso no ambiente profissional. Porém, quem tem e exerce se destaca dos demais. 
Exemplos típico de falta de honestidade no trabalho: um funcionário dá uma ideia e o chefe coloca em prátia e diz que a ideia não poderia ser melhor já que foi ele (chefe) quem elaborou. O colega de trabalho entope o vaso sanitário e não assume que fez, deixa a cozinha da empresa suja e não admite, comete um erro e tenta culpar um terceiro etc.
Esses são exemplo comuns do cotidiano de uma empresa e que minam os relacionamentos de trabalho. Nos ambientes onde existem muitos indivíduos desonestos a desconfiança e o egoísmo passam a imperar. O que é péssimo para o desenvolvimento profissional e intelectual de todos que ali estão.
Prezar por um ambiente baseado em honestidade é premissa para ter um! Seja honesto em suas relações profissionais nos pequenos detalhes pois são nas pequenas ações que se compõe um profissional de qualidade …

Boletim: Remo nº42

Presidente do Quênia pede financiamento à China

Embaixada do Brasil em Nairobi
3.4.2012

          O Presidente do Quênia, Mwai Kibaki, exortou esta semana ante autoridades visitantes do Partido Comunista chinês identificados nos meios de comunicação como Liu Qi, membro do Politburo, e Ai Ping, vice-Ministro do Departamento Internacional a que a China considere investir no projeto do Porto de Lamu e Corredor de Transporte Lamu-Sudão do Sul- Etiópia (LAPSSET), que inclui oleoduto, rodovia, ferrovia e porto. Kibaki referiu-se à China como "close friend and valuable partner" e foi além, para caracterizar aquele país como "parceiro estratégico para o desenvolvimento, a paz e a segurança no Chifre da África e na Região dos Grandes Lagos.
          Os recursos para assistência ao desenvolvimento concedidos pela China ao país totalizariam mais de 540 milhões de dólares; a China tem participado em grandes obras de desenvolvimento da infraestrutura, em particular nesta capital: entre outros, os anéis viários (by-passes) ao sul …

Boletim: Remo nº41

For the 50 most admired companies overall

AppleGoogleBerkshire HathawaySouthwest AirlinesProcter & GambleCoca - ColaAmazon.comFedExMicrosoftMcDonald'sWal-Mart StoresIBMGeneral Electric Walt Disney3MStarbucksJohnson & JohnsonSingapore AirlinesBMWAmerican ExpressNordstromTargetJ.P. Morgan ChaseNikeGoldman Sachs GroupPepsiCoCaterpillarCisco SystemsCostco WholesaleUPSNestléIntelToyota MotorExxon MobilVolkswagenBest BuyMarriott InternationalSamsung Eletronics DeereNetflixWells FargoHonda MotorDuPont Yum BrandseBaySonyGeneral MillsOracleAccentureLowe'sFrom the March 21, 2011.
Fonte: Site Money CNN

Empresas mais admiradas do Mundo

A cada ano, a revista Fortune, em parceria com a Hoy Group, elabora uma lista das empresas mais admiradas do mundo.
A seleção das empresas é baseada em alguns critérios e atributos:


qualidade geral da administraçãoqualidade dos produtos ou serviçoscriatividade e inovaçãovalor como um investimento a longo prazoforça financeiraresponsabilidade social diante da comunidade e do ambienteuso amplo dos ativos corporativoscapacidade de atrair e manter pessoas talentosaspapel eficaz na globalização dos negócios

Páscoa

Páscoa, além do delicioso chocolate, lembra Peixe!! Lembro-me logo depois que não entendo nada de peixe!
O instituto de pesca de São Paulo fez esse resumo...maravilhoso! Super didático.







































































Remo: Boletim nº40

Não me chame de linda (o) no trabalho!

Chamar o colega de trabalho ou a colega de linda (o) não é nada profissional e ainda pode ser interpretado como assédio. Porém, muitas vezes é o chefe que tem esse péssimo hábito e a equipe não gosta mas tem medo de falar.
Se alguém no ambiente de trabalho não está tendo uma postura inadequada deve ser relatado ao superior ou ao setor determinado pela empresa. Se a empresa é pequena e quem está sendo descordante com o ambiente é o chefe deve ser verbalizado a ele o não contentamento com a forma de trato.
Quando uma pessoa está incomodada com determinados apelidos não deve aguentar calado. Deve verbalizar o seu descontentamento com o fato.
Muitos dizem que chamar de "linda (o)" é apenas um elogio mas se o colega de trabalho não gosta é porque não interpreta como um elogia e sim como uma falta de profissionalismo e respeito. 
Sendo assim, o líder não deve permitir qualquer apelido dentro de sua equipe. Chamar os colegas de de "lindo (a)" não é saudável para um ambie…

Boletim: Remo nº39

Brasil:salvaguardas para garantir competitividade dos produtos nacionais.

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (3) que o Brasil vai redobrar os esforços para garantir as exportações. Indicando, que os negociadores brasileiros irão a todas as instâncias possíveis para assegurar a competitividade dos produtos nacionais. A presidenta condenou medidas protecionistas, adotadas por alguns países ricos, e a desvalorização da moeda para beneficiar a produção local como faz os chineses.      Dilma adiantou que o governo vai adotar “todas as salvaguardas possíveis” que assegurem a competitividade dos produtos nacionais no exterior. Segundo ela, é fundamental a defesa de um mercado mais equilibrado e justo por meio de boas práticas.      “Nós também temos de lutar contra a concorrência predatória e desleal, contra o dumping, contra práticas protecionistas ilegítimas e diante disso vamos agir com firmeza nos organismos internacionais e adotar todas as salvaguardas possíveis para defender nossas empresas, nossos empregos e a renda dos nossos trabalhadores…

Remo: Boletim nº38