Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2013

Tenho medo de expressar minha admiração profissional!

Vamos começar esclarecendo que admirar um profissional é diferente de bajular e/ou adular alguém. Essa admiração a qual vamos refletir hoje é aquela quando pensamos: "esse profissional é tão bom em determinada função que eu adoraria ser igual a ele". Ser igual a ele também não é o mesmo que querer o lugar dele ok?
Observe que quando admiramos algo em alguém tendemos a pensar que o profissional é perfeito, simplesmente, não erra nunca. O que não é verdade! Podemos e devemos admirar profissionais mas temos que ter consciência do que admiramos naquela pessoa. É um determinado trabalho? é uma determinada atividade? é uma determinada decisão? é a postura? é a ética? é o quê?
No momento que percebemos que podemos admirar um profissional em uma determinada situação ou atitude passamos a ser mais genuínos em nossas colocações e assim não sendo confundidos com um bajulador. Por exemplo: desejo expressar minha admiração para um profissional que fez um trabalho incrível (perceba: um dete…

Relacionamentos vazios equipes difíceis

As empresas, hoje em dia, se parecem com um ônibus: cada passageiro fazendo a sua atividade, com um cobrador e um motorista. Fazendo o paralelo com a realidade empresarial seria: a equipe (os passageiros) cada um na sua de preferência com seus aparelhos eletrônicos, o gestor (cobrador) pois ele só cobra e não exerce a atividade de facilitador que seria um líder e a direção (o motorista) que muitas vezes a equipe nem conhece ou que só aparecem quando as coisas andam mal.
Esses relacionamentos profissionais estão vazios: uns não se envolvem e menos ainda se preocupam com a atividade do outro. Sendo que a atividade de cada um complementa a do outro e é essencial para a máquina funcionar. Sendo assim, essas pessoas estão inseridas em um grupo e não fazem parte de uma equipe. 
Os líderes que deveriam ser entrosadores da equipe e com isso facilitadores do trabalho para que os objetivos sejam alcançados é um grande cobrador de metas. 
E assim as empresas vão crescendo ou sumindo envoltas em…

Marmita: Mingau de Aveia

Essa é uma receitinha simples e gostosa para levar prontinha na marmita no inverno! Já leve em um potinho que possa ir ao microondas ou coloque em uma xícara para aquecer. Os sabores ficam mais pronunciados quando ele está morninho e em uma tarde fria de inverno é um aconchego para o lanche da tarde no trabalho.
Ingredientes:
- 1 xícara de leite ou de leite de castanhas - 6 colheres rasas de aveia - 2 colheres rasas de açúcar mascavo ou mel  - 1 colher de canela - 1 colher de uvas passas
Modo de fazer:
Leve todos os ingredientes em uma leiteira, panela ou frigideira (em fogo baixo) e mexa até engrossar - isso vai durar cerca de no máximo 5 minutos. Depois de pronto acrescente uma colher de usas passas.
Posts Relacionados:
Marmita: cookies

Levar marmita para o trabalho

Alimentação X Desempenho Profissional

Lasanha de Berinjela

Pudim de leite versão unitária para marmita

No instagram faço postagens sobre trabalho: Desenvolvimento profissional, empreendedorismo, livros, marmitas, mentoria, relacioname…

Não se compare!

Cada pessoa é única! Com suas características boas e nem tão boas. Com suas habilidades e experiências próprias. Portanto, olhar para si, para suas próprias qualidades e tentar se auto superar todos os dias é mais produtivo do que se comparar com o outro.
Antes das redes sociais as pessoas se comparavam, geralmente, quando se viam pessoalmente. Depois das redes sociais essa comparação está dentro da casa de cada um e pior acompanha a pessoa onde quer que ela vá. Por isso devemos ter mais atenção ainda com as comparações desnecessárias e que não levam a lugar algum se não ao próprio demérito.
Mas Dani como vou mudar isso? Comece se policiando. Cada vez que se pegar pensando "nossa como fulano é mais trabalhador que eu", "Como sicrano é mais bem sucedido que eu": Pare! E se pergunte mentalmente: porque estou pensando isso que não me engrandece? nem conheço essa pessoa direito para pensar isso.
Não é porque as pessoas expõe suas vidas nas redes sociais que as conhecemos …