Pular para o conteúdo principal

Quero receber Newsletter de Danielle SV

* indica obrigatório

Mailchimp intuitivo

Os cadernos de cozinha de Leonardo da Vinci

Esse é um livro que demonstra um pouco mais da competência plural de Leonardo da Vinci: perspicaz, observador, detalhista e bom cozinheiro. O tema principal do blog é planejamento e gestão (na realidade são dois e não um) e são atividades que demandam muitas habilidades de quem as pratica. Uma delas é, sem dúvidas, a criatividade pois inúmeras vezes as decisões precisam ser rápidas e com uma dose de criatividade para que os riscos sejam minimizados. Por isso indico uma gama plural de 
títulos e leituras. O blog é um lugar que serve para pesquisa, leitura, aprendizado e desenvolvimento.

Esse livro de Leonardo da Vinci, traduzido por Codex Romanoff, está aqui por muitos motivos mas dois deles são: amo tudo que envolve a culinária e pela curiosidade que ele tinha com o mundo. Para sorte de todos nós pois essa inquietação refletiu em inúmeros estudos para sociedade em diversas áreas como: arquitetura, engenharia civil, matemática, escultura, óptica e até anatomia humana.

O livro está dividido em 10 capítulos:

1. Introdução

2. À mesa com Leonardo: a comida no tempo de Da Vinci

3. As receitas de Leonardo

4. Invenções culinárias

5. Conselhos e observações

6. Sobre os vegetais e suas propriedades

7. Modos e costumes à mesa

8. Alguns personagens

9. Cronologia

10. Bibliografia


Algumas partes do livro:

"Leonardo da Vinci deixou para posteridade centenas de páginas manuscritas com suas ideias, estudos, projetos e observações sobre diversos assuntos. Cadernos de notas que, com o passar dos anos, se dispersaram e foram se perdendo. No início da década de 1980, surgiu na Itália uma cópia de textos de Leonardo até então desconhecidos: eram apontamentos culinários. Receitas, inventos, notas sobre ingredientes e suas propriedades, regras de comportamento e de etiqueta que fornecem uma visão muito especial sobre a mesa à época do Renascimento. Como em outras áreas do conhecimento, a culinária de Da Vinci também estava séculos à frente de seu tempo. Ele era vegetariano, trabalhou na cozinha de tabernas (sem sucesso, pois os fregueses não aceitavam muito bem seus pratos à base de legumes e verduras) e chegou a mestre de banquetes na corte de Ludovico Sforza, senhor de Milão."

"Curioso, Da Vinci não se limitava a reunir receitas. Anotava observações sobre vegetais e ingredientes, e novas ideias para pratos e inventos. São suas invenções objetos hoje tão corriqueiros quanto guardanapos e as tampas de panela, além de pratos como o sanduíche, que, até bem pouco tempo, era uma criação atribuída aos ingleses. São muitos os indícios que apontam para a autenticidade dessas notas. Mais que um original do mestre renascentista, esta é uma boa amostra do que se comia nas mesas italianas no final do século XV. Em um momento de enorme interesse pela gastronomia e pela história da culinária, sua publicação em português é bastante oportuna, pois, mesmo que algumas das receitas aqui incluídas pareçam estranhas aos nossos paladares, nelas estão as raízes de toda a cozinha ocidental."

"Interessante para os curiosos sobre a comida da Renascença." - Mais!, Folha de S.Paulo

"Leonardo da Vinci, um dos maiores gênios renascentistas, até hoje é lembrado como um artista talentoso e um grande cientista. O que poucos sabem é que também revolucionou a culinária. Trabalhou como cozinheiro em tabernas, foi mestre de banquetes de Ludovico Sforza e propôs uma dieta vegetariana cinco séculos antes de isso virar moda. Neste livro, tornado público no início da década de 1980, são reveladas as receitas e observações culinárias do homem que inventou o sanduíche e o guardanapo. Uma leitura deliciosa que revela hábitos, sabores e costumes da mesa durante o Renascimento."


Livro: Os cadernos de cozinha de Leonardo da Vinci
Autor: Leonardo da Vinci
Tradução: Codex Romanoff
Editora: Record
Número de páginas: 209
ISBN: 85-01-06279-0
Ano da Edição: 2004

Sabia que aqui no blog tem mais de 100 títulos que já li e gostei?


Quais assuntos e ou livros você gostaria de ver por aqui? Escreve aqui embaixo ou me manda nas redes sociais:

No Instagram: @svdanielle

No Facebook: @svdanielle (Descontos e informações)

No Facebook: @sobremarmita (Receitas saudáveis, reflexões, produtos e livros)

No Facebook: @dsegundamao (Sustentabilidade)

Bom trabalho!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Regras para geladeira coletiva (Material de apoio exclusivo na Loja)

  1 - Lembre que ela é coletiva e não apenas sua:  Os bons hábitos de higiene e limpeza devem prevalecer em uma geladeira coletiva . Mas se você não tem bons hábitos de higiene e limpeza não se preocupe: sempre é tempo de aprender. Os relacionamentos melhoram quando todos respeitam o ambiente coletivo. 2- Armazene os seus alimentos em um espaço específico dentro da geladeira. Um alimento em cada canto, não: ok? Uma maçã em uma prateleira, um pote em outra e a garrafinha em outra: não é prático. Se todos os alimentos estiverem concentrados apenas em um canto da geladeira será mais fácil administrar a validade deles. 3 - Consuma apenas o que é seu!  Pode parecer estranho para alguns essa colocação mas para outros não! É muito comum uns consumirem os lanches dos outros sem permissão? Sim! Não deveria ser assim? Não! Mas sempre é tempo de aprender e ter atitudes melhores . Principalmente, na geladeira coletiva da empresa.  4 - Derramou algo? no mesmo momento: limpe. Cada um deve limpar

Regras para uso de geladeira coletiva? (Material de apoio exclusivo na Loja)

Tenho geladeira coletiva na empresa, precisa ter regras? Sim! As regras, por alguns motivos, são muito  importantes - aqui destaco dois deles: 1)  a cultura da empresa deve estar em todos os lugares (Regras fazem parte da cultura empresarial) e 2) para o bom andamento de qualquer atividade coletiva deve existir regras. Preferencialmente, que as regras sejam postas antes de começar "o jogo" para que todos entendam como devem se comportar. Ter um Guia de uso na porta da geladeira coletiva da empresa ou próximo a ela será útil.  Utensílios que estão à disposição de várias pessoas devem ter regras de uso e higiene caso contrário cada um agirá da forma que faz em casa. E dessa maneira não funciona pois cada ambiente deve ter suas próprias regras e que sejam para todos, principalmente, os ambientes profissionais . Sem regras: um ambiente como a cozinha pode ser um estopim para desavenças e essas desavenças, geralmente, acabam se estendendo para atividades do cotidiano de trab

Geladeira coletiva da empresa: não deixe comida velha!

Assunto que pode parecer um pouco estranho para alguns - já para outros nem tanto! É muito comum, inclusive, as empresas abolirem a geladeira em virtude dos maus hábitos dos colaboradores. Se você é a pessoa que esquece comida dentro da geladeira e nunca mais lembra até criar mofo: anote na agenda uma vez por semana fazer uma limpa ou melhor tenha um dia especial para fazer a limpeza em seus alimentos. Quem sabe todas as sextas-feiras, assim, não fica comida ruim na geladeira no final de semana. A geladeira da empresa é um utensílio coletivo que deve ser tratado com educação e cuidado por todos. Deixar os alimentos envelhecerem dentro dela é o verdadeiro descaso com o resto dos colegas. Não espere que um colega lhe avise que tem algo ruim seu na geladeira. A responsabilidade por manter limpo o que usa é de cada um. Assuma as responsabilidades que são suas e evite estresses desnecessários com os colegas ou com os superiores. Ambiente coletivo todos devem ser colaborativos